fbpx

Composto por três plantas com uma de propriedades fitoquimicas abundantes. A passiflora, as folhas da groselha negra e a uva não possuem a mesma composição, mas categorias idênticas de algumas moléculas podem ser encontradas nestas três plantas. Essas plantas são ricas em polifenóis, que são conhecidos por fornecer proteção contra inúmeras doenças e apoiar o controle do açúcar no sangue.

A passiflora (Figura 1) contém três açúcares. Sacarose (C6H12O6) obtido através da fotossíntese, a glicose que é obtida a partir da transformação de substancias inorgânicas como a água e gás carbônico em substancias orgânicas (glucose) e a rafinose no qual é um trissacarídeo de ampla ocorrência em angiospermas, encontrado principalmente em folhas, caules e órgãos de reserva.

As folhas de groselha negra (Figura 2) contém ácidos fenólicos atuam como antioxidantes que previnem o dano celular devido às reações de oxidação dos radicais livres, elas também possuem ácidos graxos sendo responsáveis principalmente pelo armazenamento de energia no tecido adiposo (células de gordura especializadas) na forma de triacilgliceróis, vitamina C, óleo essencial rico em hidrocarbonetos terapêuticos contendo cimeno, elementos minerais tais como magnésio, fosforo e potássio e ácido gálico que atuam no envelhecimento e degradam o colágeno, o que, com o tempo, deixa a pele flácida, com rugas e com manchas.

As folhas de uva (Figura 3) são ricas em vitamina C, ácido gálico. Seus açucares são a sacarose e a dextrose, mais conhecida como D-glucose, obtida pela fermentação.

Os polifenóis vêm do Radicaptol, sendo ricos em flavanóides que tem as principais funções anti radicais livres, anti-inflamatória e contra a atividades das enzimas degradadoras da elastina da pele. A elastina é uma proteína produzida pelo fibroblasto assim como o colágeno e que confere flexibilidade, maleabilidade, movimentação e sustentação ao tecido.

Os flavonoides são moléculas que possuem diversas atividades, dentre elas, pender os radicais livres e serem anti-radicais livres, proter a parede capilar e potencializar a microcirculação cutânea e  contam com propriedades antinflamatórias.

A atividade anti-elastase de Radicaptol é determinada por reações cinéticas enzimáticas. Ele é colocado em contato direto com uma elastase na presença de um substrato sintético, N-succinil- (1-alanina) -3-p-nitroanilida (SANA). A elastase causa a ruptura proteolítica da ligação amida entre a alanina e a para-nitroanilida no substrato e libera um cromóforo (grupo de átomos responsável pela cor de um composto e que é usado na caracterização de corantes).

Por conta de suas propriedades anti-elastase e anti-radicalar, o Radicaptol protege a elasticidade da derme e dos vasos sanguíneos fornecendo um tratamento de escolha para combater elastose solar ( A elastose solar é um indicador histológico de comprometimento cutâneo pela radiação solar), responsável pela perda de elasticidade e tônus ​​da pele.

O Radicaptol pode ser usado em cremes antienvelhecimento, loção tonificante para o corpo, creme anti-estrias e loção solar anti-rugas.

 

Pin It on Pinterest

Share This
Iniciar chat
1
Mais informações
Powered by Join.chat
Olá! Estou à disposição para qualquer informação!